Cinemas de Salvador serão obrigados a reservar sessão especial para crianças com autismo

Os cinemas de Salvador serão obrigados a reservar, pelo menos, uma sessão especial por mês para crianças com transtorno do espectro autista e suas famílias. A lei nº 9.416/2018 foi sancionada pelo prefeito da capital, ACM Neto, e publicada no Diário Oficial do Município desta terça-feira (18).

Com a denominação “Sessão Azul”, as sessões especiais deverão ser adaptadas com iluminação reduzida, som mais baixo que o volume regular, além da ausência de trailer. O texto define ainda que as crianças com transtorno do espectro autista e seus familiares devem ter acesso irrestrito às salas de cinema, com a possibilidade de entrar e sair ao longo da exibição.

O projeto aprovado pela Câmara dos Vereadores de Salvador determinava também que as crianças com o transtorno fossem isentas do pagamento de entrada, enquanto seus familiares teriam direito ao benefício de meia-entrada. No entanto, o artigo foi vetado por ACM Neto.

Autor da proposta, o vereador Cezar Leite (PSDB) afirma, em sua justificativa, que “o acesso de crianças com transtorno do espectro autista ao cinema não é uma tarefa fácil”, devido às características da condição.

“A hiperatividade, a sensibilidade auditiva e visual, torna uma sessão convencional de cinema em algo bastante complicado. A escuridão, o som alto e a necessidade de permanecer sentado e em silêncio durante o filme faz com que muitas famílias se privem e não levem os filhos, irmão e amigos ao cinema”, pontua o texto.

As salas de exibição de cinema terão prazo de 90 dias para se adequarem à lei.(Bahia Notícias)

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.