«

»

jun 01 2018

Se termina o primeiro tempo 0 a 0, seria outra situação’, afirma Guto Ferreira

O técnico Guto Ferreira comentou na noite desta quinta-feira (31) sobre a derrota do Bahia contra o Flamengo no Maracanã, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Em suas palavras, o comandante destacou as oportunidades que a equipe criou no segundo tempo e lamentou os gols sofridos no fim da primeira etapa. Segundo ele, a estratégia era encerrar os 45 minutos iniciais com o placar zerado.

“Me incomoda muito em que pese as oportunidades. Chutamos sete bolas dentro do retângulos com defesas de Diegho. Existe a qualidade do adversário. O cara pega uma sequência de duas bolas e com  agente a bola resvala e sobra sozinho. Se termina o primeiro tempo 0 a 0 seria outra situação. A estratégia era sair no 0 a 0 para buscar algo no segundo tempo. A gente sabia que o Flamengo iria cair e nós iamos buscar a transição. Infelizmente não aconteceu”, declarou.

“O que acontece é que a intensidade do primeiro tempo… O Bahia está se acostumando com esse ritmo. Um parceiro de vocês do Rio disse que foi o melhor primeiro tempo do Flamengo. Só que se o time não está acostumado com essa intensidade, fatalmente vai cair. E essa era a nossa estratégia. Aos 41 e 45 conseguiram os dois gols. O segundo foi reflexo do primeiro. Você toma, sente, fica lamentando e os espaços acontecem”, completou.

Guto Ferreira também falou sobre a entrada de Régis no lugar de Júnior Brumado. Para ele, o plano era dar mais velocidade ao time e fechar os espaços do Flamengo, que agora é o líder do Campeonato Brasileiro.

“A estratégia era velocidade, poder de marcação para fechar a facilidade do Flamengo em subir. o Brumado é um jogador um pouco mais lento e carece dos espaços para jogar. Contra o Vasco ele não tendeu o que consegue. A estratégia passava por fazer um primeiro tempo para manter vivo e, no segundo tempo, buscar o gol. É trabalhar para buscar o próximo”, indicou.

“O que acontece é que a intensidade do primeiro tempo… O Bahia está se acostumando com esse ritmo. Um parceiro de vocês do Rio disse que foi o melhor primeiro tempo do Flamengo. Só que se o time não está acostumado com essa intensidade, fatalmente vai cair. E essa era a nossa estratégia. Aos 41 e 45 conseguiram os dois gols. O segundo foi reflexo do primeiro. Você toma, sente, fica lamentando e os espaços acontecem”, indicou.

Com oito pontos, o Bahia é o 16º colocado da competição nacional. A depender do jogo entre Atlético-PR e Santos, o Tricolor pode voltar para a zona de rebaixamento.(Bahia Notícias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>