«

»

ago 08 2017

Feira de saúde tem mosquito transgênico e armadilha para o Aedes

Feira de Soluções para a Saúde e Seminário Internacional da Unicef: Zika e Infância ocorrem de hoje até quinta (10), em Salvador. Lista de inovações ainda inclui novo teste rápido para dengue, zika e chikungunya
O cheiro não poderia ser mais familiar: um humano certamente está por ali. Atraído pelo aroma, o Aedes aegypti vai em direção ao seu alvo, todo serelepe. Ao chegar lá, é sugado por uma armadilha e morre por desidratação.
Como essa, outras emboscadas tecnológicas para mosquitos, bloqueadores magnéticos de janela e até exemplares do bichinho geneticamente modificados estão disponíveis para qualquer cidade do país – e até para ter em casa – adquirir em breve. Tudo será apresentado na 1ª Feira de Soluções para a Saúde e Seminário Internacional da Unicef: Zika e Infância, que começa nesta terça-feira (8) e vai até quinta-feira (10), no Senai-Cimatec, no bairro de Piatã, em Salvador.

“Essa feira é uma idealização das pessoas que estão enfrentando esse problema das arboviroses no Brasil inteiro. Desde 2014, passamos a ter a recrudescência dessas doenças e o aparecimento de novas epidemias. Em 2014, foi a chikungunya, em 2015, foi a zika, além da febre amarela retornando. Estamos juntando todas as pessoas para discutir como enfrentar essas arboviroses e as consequências delas”, explicou o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas.
Clique aqui para conferir a programação completa

Cerca de mil pessoas são esperadas por dia – a participação é gratuita e a inscrição pode ser feita no site, embora aqueles que chegarem ao local poderão entrar de qualquer forma. O público alvo vai desde estudantes, lideranças comunitárias, pesquisadores e associações de pacientes até representantes de associações de moradores e síndico de condomínio.

“Todas as pessoas são muito bem-vindas. A participação da sociedade civil é fundamental”, convidou o secretário. A feira é promovida a partir de uma parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) e a Federação das Indústrias da Bahia (Fieb).

Bons mosquitos
Uma das iniciativas que será discutida é o Aedes do Bem, que será apresentado nesta quarta (9). Desenvolvido em pela empresa Oxitec, o projeto começou a ser implantado no Brasil justamente na Bahia – nas cidades de Jacobina, no Centro-Norte do estado, e de Juazeiro, no Vale do São Francisco. (Correio24horas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>